A importância da performance de um site e o que se perde com a lentidão

A importância da performance de um site e o que se perde com a lentidão

A importância da performance de um site e o que se perde com a lentidão

Em uma época onde as pessoas estão cada vez mais conectadas, as empresas já se deram conta da importância de fortalecer sua presença no ambiente virtual. Como parte dessa estratégia, são crescentes os investimentos na criação de um site.

Nesse contexto, aspectos como conteúdo e design revelam-se essenciais para proporcionar uma boa experiência de navegação ao usuário. Por outro lado, a sua estratégia pode ser prejudicada quando a performance de seu site é baixa.

Neste post, o Pinguim vai explicar o porquê é importante monitorar a velocidade de sua página e o que você pode – e precisa – fazer quando constata a demora no carregamento das informações.

Por que o carregamento rápido é um diferencial competitivo?

Quando o usuário acessa o seu site, o ideal é que ele obtenha uma resposta em, no máximo, três segundos. Se o intervalo é superior a essa estimativa, o cliente tende a abandonar a página. Com isso, você tende a perder a venda e ainda pode ser punido pelos buscadores.

Esse imediatismo é comprovado por um levantamento realizado pelo Google, que aponta que 79% dos usuários de smarthphones esperam encontrar a informação que desejam instantaneamente.

Ademais, a velocidade é um dos aspectos que influenciam na usabilidade de uma página. Esse é o conceito utilizado para mensurar o grau de facilidade de uso de um site.

A lentidão não é o único problema que pode afetar o desempenho de uma página, mas é importante estar atento a ela. Dessa maneira, você consegue estabelecer um diferencial competitivo frente aos seus concorrentes.

O que pode causar lentidão em seu site?

Todo site é hospedado em um servidor. Tal qual computadores e notebooks convencionais, eles possuem capacidades variáveis de memória e processador. A cada vez que uma página é carregada, o servidor realiza alguns cálculos, configura as informações para enviá-las, em seguida, para o dispositivo do usuário.

A lógica é de fácil compreensão: quanto maior o número de acessos ou mais pesado é um site, mais recursos do servidor ele consome, resultando em lentidão. Trata-se de uma resposta semelhante a que ocorre quando você abre várias janelas ao mesmo tempo e o seu computador fica mais devagar, ou mesmo, começa a travar.

Como melhorar a performance de seu site?

A seguir, nós selecionamos algumas orientações para que você consiga otimizar o desempenho de seu site. Fique atento a alguns ajustes simples que podem aumentar a velocidade de carregamento.

Otimize a programação

A cada vez que o site é processado, um servidor precisa fazer inúmeros cálculos. Sempre que uma nova solicitação é feita, essa dinâmica se reinicia. Dessa maneira, o ideal é que você realize revisões no seu código, eliminando cálculos inúteis. Para resultados mais eficazes, você precisa testar a performance de cada plugin individualmente.

Reduza a quantidade de requisições

Todo elemento ou código carregado em seu site irá se converter em uma nova requisição ao servidor. O tempo em que elas serão atendidas está diretamente atrelada ao tamanho e quantidade dessas solicitações.

Execute o processo de minificação do código, que remove scripts desnecessários e permite a junção de vários deles em arquivos maiores.

Entenda sobre o tamanho e formato das imagens

As imagens são um elemento essencial para qualquer site. Por outro lado, é preciso atenção ao formato (JPG, PNG e GIF são algumas das extensões mais conhecidas) e resolução das fotos. Elas serão exportadas em alta qualidade, transparentes ou 32 bits?

De todo modo, a compressão das imagens é recomendável, uma vez que essa prática reduz o tamanho do arquivo, acelera o intervalo de carregamento e ainda diminui o percentual de espaço de hospedagem utilizado. Seguindo essas orientações, a tendência é que seu site torne-se mais veloz.

Mantenha o sistema de cache ativo

A ativação do sistema de cache ajuda a prevenir uma sobrecarga no servidor. Essa funcionalidade cria e armazena uma cópia da página, o que, na prática, faz com que alguns elementos sejam salvos e não precisem ser lidos a cada novo acesso. Com isso, o servidor consegue atender as solicitações de outros usuários.

Escolha um bom provedor para hospedagem

As orientações acima terão pouca valia se o seu site estiver hospedado em um servidor que não possui os requisitos mínimos exigidos para o processamento. Dessa maneira, você deve buscar conhecer os diferentes planos e serviços comercializados no mercado.

Conforme o porte do seu negócio e o seu orçamento, avalie a possibilidade de realizar um upgrade. Pacotes básicos podem não suportar o alto volume de acessos, por exemplo, fazendo com que a sua página saia do ar com frequência. Antes de contratar, atente ao volume e ao desempenho do serviço;

Livre-se de recursos meramente estéticos

Não são raros os casos em que recursos são adicionados a um site apenas com a finalidade de deixá-lo mais bonito. Essa é uma preocupação válida, desde que essas funcionalidades não comprometam a performance do site.

Se, por algum motivo, essa funcionalidade provocar a lentidão no carregamento, considere deixar a estética em segundo plano em prol de um site proporcional. A prioridade deve ser a de proporcionar uma melhor experiência para o usuário.

Opte por um design responsivo ou crie uma versão mobile

A popularização dos smartphones modificou o comportamento de internautas, que agora podem pesquisar por uma informação ou produto diretamente de seu telefone. Por isso, é essencial pensar nos acessos feitos por meio de dispositivos móveis.

Neste caso, uma das opções é aderir ao design responsivo, no qual os elementos da página se ajustam automaticamente ao formato e tela do dispositivo que o usuário esteja utilizando. Outro caminho é criar uma versão exclusiva para aparelhos móveis.

Utilize ferramentas para mensurar a performance de seu site

Uma última estratégia que pode ser bastante útil para melhorar a performance do seu site é a utilização de ferramentas, muitas delas gratuitas.

No Page Speed Insights, recurso disponível pelo Google, a sua página recebe uma nota entre 0 a 100, de acordo com os quesitos velocidade e experiência do usuário. Uma vez que seja fornecida a URL, o usuário recebe um relatório com os pontos críticos e sugestões de melhorias

Gostou das nossas dicas para melhorar a performance do seu site? Curta a página da Sigu no Facebook para receber novidades em primeira mão!


Você sabia que a Sigu pode ajudar a sua empresa a ter mais e melhores resultados com a internet?

Solicite uma proposta



Autor:

O Pinguim é o mascote da Sigu Marketing Digital. Especialista em internet, sempre ligado nas tendências das mídias sociais e nas novidades do mundo do marketing digital.

Comentários: