Quer entender melhor os dados do seu site? O Google vai te ajudar!

Quer entender melhor os dados do seu site? O Google vai te ajudar!

Quer entender melhor os dados do seu site? O Google vai te ajudar!

Você sabe analisar os relatórios do Google? Entende a definição das métricas utilizadas ou tudo ainda está meio confuso para você? Não se preocupe, este artigo irá te ajudar!

O Google recentemente lançou um documento de ajuda para definir exatamente como ele computa as impressões, posições e cliques no relatório de investigação Analytics do Google Search Console (Serviço gratuito oferecido pelo Google que ajuda você a monitorar e manter a presença do seu site nos resultados da Pesquisa Google).

Ah, antes de continuar a leitura: Veja aqui a importância de analisar os dados do seu site.

Impressões

Uma impressão é registrada sempre que o seu link aparece nos resultados de pesquisa do usuário. Quando uma página de resultados de pesquisa é aberta, uma impressão é registrada para as URLs que aparecem nesta página.

Veja, no exemplo abaixo:

A URL apontada por esse link registrará uma impressão quando o usuário abrir a página que contém esse resultado - mesmo que o resultado não tenha sido visualizado na rolagem. Para entender, é sempre que o Google exibir a determinada URL em um resultado de busca.

Na busca, quando uma página pesquisada contêm vários links, as impressões podem ser contadas por URL ou por site, dependendo dos dados que você está acompanhando no relatório de Pesquisa Analytics.

Observe a seguir, o modelo exibido de um Cartão de Mapa do Conhecimento:

 

Se você olhar o relatório de Search Analytics com dados agrupados por site, somente uma impressão será contada para o cartão inteiro:

  • www.example.com: 1 impressão

Entretanto, se você olhar o relatório de Search Analytics com dados agrupados por página, serão exibidas cinco páginas com uma impressão cada:

  • www.example.com: 1 impressão
  • www.example.com/rain: 1 impressão
  • www.example.com/rainbow: 1 impressão
  • www.example.com/shamrock: 1 impressão
  • www.example.com/lightning: 1 impressão

 

Posições

As página de resultados da Pesquisa Google (SERP) é composta por diferentes elementos. Os itens incluem seções de links em azul, carrosséis, cartões de mapa do conhecimento e muitos outros tipos de recursos de resultados. Um único resultado na busca pode incluir texto, recursos interativos e um ou mais links.

O Google conta as posições de cima para baixo no lado primário da página (esquerdo) e de cima para baixo no lado secundário da página (direito).

Vamos dizer que você tinha uma página de resultados de pesquisa com 4 links azuis e um carrossel de AMP para o lado primário e um cartão do Mapa do Conhecimento no lado secundário. Os elementos no lado primário seriam contados numericamente de cima para baixo - 1, 2, 3, 4, 5, etc. O cartão do Mapa do Conhecimento no lado direito da página seria contado como aparecendo na 6ª posição.

 

Todos os links dentro de um único elemento de pesquisa compartilham a mesma posição. Então, se há 5 artigos em um carrossel de AMP, por exemplo, todos seriam contados na posição 2. Se vários links para seu site são incluídos na mesma página, em seguida, apenas a posição mais alta é registrada.

O Google adverte ao usuários para não ficarem muito “presos” no posicionamento do seu site no relatório de pesquisa no Analytics: "Um número de posição pode significar coisas diferentes em diferentes situações, e por isso você não deve fazer suposições simples. É recomendável apenas monitorar a mudança de posição ao longo do tempo, mudanças de posição particularmente bruscas, bem como de posição absoluta."

Cliques

Na maioria dos casos, qualquer clique na página de resultados de pesquisa que envia um usuário para uma página fora da busca do Google é considerado um clique. Se por alguma razão, um usuário clicar em um link para uma página externa, voltar aos resultados da pesquisa, em seguida, clicar nesse mesmo link novamente, será contabilizado apenas um clique.

Cliques são atribuídos ao URL que o usuário é direcionado na pesquisa do Google. Então, se o usuário clica em uma página nos resultados de uma busca e é direcionado para outra página, a página que o usuário é redirecionado recebe o crédito do clique.

Se quiser aprender mais, já postamos por aqui quais são as métricas mais utilizadas para analisar seu site.

É assim que o Google, hoje, define suas impressões, posições e cliques. Porém, essas definições podem mudar no futuro, mas como o Google diz que este é um documento vivo, se grandes alterações forem feitas no futuro, eles deverão atualizar o artigo em conformidade.

Por fim, não se esqueça dessa valiosa dica: “Não se gerencia o que não se mede, não se mede o que não se define, não se define o que não se entende, e não há sucesso no que não se gerencia” (Deming).

Nos vemos no próximo post!

Gerencie sempre seu negócio de sucesso! Acompanhe nosso blog e esteja sempre antenado com as novidades do mundo digital.


Você sabia que a Sigu pode ajudar a sua empresa a ter mais e melhores resultados com a internet?

Solicite uma proposta



Autor:

Assistente de Marketing na Sigu Marketing Digital. Comunicóloga de formação, atua desde 2008 na área de marketing e afins.

Comentários: