5 estratégias de Marketing Digital para aumentar suas vendas!

5 estratégias de Marketing Digital para aumentar suas vendas!

5 estratégias de Marketing Digital para aumentar suas vendas!

O Marketing Digital é uma ótima ferramenta para melhorar as vendas de uma empresa. Suas estratégias, que em geral possuem investimento baixo e oferecem um bom Retorno sobre investimento (ROI), podem ser o diferencial para se posicionar à frente da concorrência em tempos de crise, ajudando a reter clientes antigos e a conquistar novos.

Listamos a seguir 5 estratégias de Marketing Digital que sua empresa precisa adotar para melhorar as vendas. Confira!

1. Melhore o SEO de seu site

Sempre há espaço para aumentar a visibilidade de uma empresa na internet, principalmente por meio de pesquisas feitas no Google por pessoas interessadas em determinado segmento, produto, serviço ou até mesmo em uma empresa especificamente.

Passe a dedicar algumas horas do mês para acertar detalhes de SEO no site. Existem diversos sites e tutoriais que podem fornecer orientações de como realizar essas mudanças, e uma boa dica é começar pelo guia de SEO do próprio Google.

Você verá, depois de algum tempo, que essas horas dedicadas farão diferença no posicionamento da empresa no Google e, consequentemente, as vendas melhorarão.

2. Tenha um blog

O blog é uma das melhores estratégias de marketing digital disponíveis para qualquer tipo de empresa. Ele auxilia no SEO de seu site, ajuda na fidelização de clientes e possui um excelente ROI, aliado a um baixo custo de investimento. Mas como ele consegue tudo isso?

O blog é o espaço perfeito para que você crie um relacionamento com clientes e até mesmo com quem ainda não é seu cliente, por meio da reciprocidade. Como assim?

Não é legal quando você encontra um texto na internet que tira algumas de suas dúvidas ou te ajuda a fazer aquele negócio que você tanto queria?

O blog é o espaço perfeito para que sua empresa faça isso por alguém e conquiste não só a gratidão, mas também a confiança dela. Um bom blog faz com que pessoas voltem para pegar mais dicas, funcionando, assim, como uma das bases para a fidelização de clientes.

Para melhorar, textos com dicas úteis geralmente ajudam o SEO do seu site, aumentando as chances de que sua empresa seja encontrada no Google sem que você precise pagar por anúncios.

Para que seu blog dê certo e sirva para aumentar as suas vendas, é preciso pensar em dois pontos fundamentais: a qualidade e a frequência do conteúdo.

Isso significa que você precisa produzir conteúdos de qualidade, que conversem com seu público-alvo, ou seja, os conteúdos produzidos precisam ter relevância para seus clientes e leitores (potenciais clientes).

Se a sua empresa é, por exemplo, uma loja de perfumes, bons conteúdos falariam sobre como utilizar cada perfume de acordo com a situação, mostrariam bons perfumes para cada tipo de personalidade, enfim, seriam conteúdos relacionados ao seu negócio e que fizessem sentido para seus leitores.

O outro ponto é que sua empresa precisa de ter uma frequência de postagem, de forma que clientes e leitores saibam que, ao buscar seus conteúdos de tempos em tempos, encontrarão novidades.

Fazer um blog é completamente válido e costuma ser mais barato do que investir em anúncios, mas apenas quando há um planejamento estratégico por trás disso.

3. Newsletter e e-mail marketing

Se você já começou a produzir conteúdos de qualidade para o blog, o próximo passo é aumentar a visualização dele e de seus posts.

Parte integrante das estratégias de marketing digital, a newsletter é uma boa forma de entregar para seus clientes e leitores os conteúdos que você produziu e as novidades de sua empresa, como novos produtos e serviços, novas lojas e até mesmo promoções.

Uma boa newsletter deve balancear o conteúdo, oferecendo mais conteúdos relevantes do que promoções. A periodicidade deve ser coerente com o volume de conteúdos produzidos pela empresa. Em geral, uma newsletter mensal ou quinzenal é uma boa opção, mas, caso sua empresa tenha um volume grande de conteúdos, uma newsletter semanal pode ser uma estratégia melhor.

O e-mail marketing é como uma newsletter, mas com um objetivo mais direcionado. Você pode utilizá-lo para divulgar um conteúdo especial ou uma promoção imperdível. Tenha muito cuidado para não enviar e-mails demais e se tornar um chato para seus clientes.

Uma boa vantagem dessas duas estratégias é que o investimento necessário é baixo, e existem opções automatizadas que cabem no bolso de empresas de todos os tamanhos.

4. Utilize as redes sociais

De acordo com pesquisa publicada pela comScore, o brasileiro fica em média 650 horas por mês conectado às redes sociais. Estar presente em plataformas como Facebook, Instagram e Twitter é uma oportunidade a mais para que o cliente se lembre de sua empresa, interaja com a marca e, consequentemente, compre mais

Fazer isso, no entanto, não é uma tarefa tão simples como muitos pensam. Não basta apenas postar qualquer coisa ou entupir suas redes sociais com promoções e links de produtos.

A lógica é bem parecida com a da estratégia do blog: publique coisas que as pessoas querem ver, de preferência com algum tipo de relação com sua marca. Uma boa maneira de entender isso melhor é conferido perfis de marcas famosas dos mais diversos ramos, como a Old Spice Brasil, Oreo e Nubank Brasil, que costumam ter um bom relacionamento com o consumidor na internet.

Por sinal, relacionamento deve ser o principal objetivo ao trabalhar com redes sociais. Utilize-as para interagir com seu público, divulgar seus conteúdos, blog e promoções. Sim, você pode divulgar promoções, mas sem exagerar!

Além disso, imagens e vídeos são sempre bem-vindos nas redes sociais. Lembre-se também de ter uma frequência em suas publicações para não perder alcance em plataformas como Facebook e Instagram.

Por último, saiba que as redes sociais muitas vezes são os locais em que o público costuma desabafar sobre experiências ruins com marcas. Aproveite essa chance para resolver possíveis problemas com o consumidor e mudar a visão deles sobre a sua empresa, mas sempre no privado!

5. Anúncios segmentados

A lógica por trás dos anúncios segmentados é bem simples: plataformas como Google ou Facebook permitem que você defina características de um público-alvo, como idade, localidade, gênero e interesses, para, em seguida, exibir anúncios especificamente às pessoas que se encaixam no perfil montado.

Há duas grandes vantagens nisso:

  • Suas chances de sucesso aumentam, visto que as propagandas serão exibidas para quem tem o exato perfil do seu público;

  • A filtragem pelas características faz com que não seja necessário exibir os anúncios para um volume gigantesco de pessoas, ou seja, você paga menos por trabalhar com um escopo menor.

Pode parecer mentira, mas do ponto de vista do mercado faz muito sentido. Empresas como Google e Facebook querem maximizar as vendas de seus anunciantes para que eles invistam mais nas plataformas.

Sem a segmentação, as redes sociais teriam enxurradas e mais enxurradas de anúncios, diminuindo os resultados de muitas empresas. Com essa estratégia, no entanto, as pessoas apenas verão propagandas de coisas que já procuraram ou que elas tendem a gostar, aumentando, assim, o êxito desse tipo de investimento, ao mesmo tempo em que os custos de investimento são reduzidos.

E você, já conhecia essas estratégias de Marketing Digital? Restou alguma dúvida sobre a implementação dessas estratégias em sua empresa? Conte pra gente aqui nos comentários!


Você sabia que a Sigu pode ajudar a sua empresa a ter mais e melhores resultados com a internet?

Solicite uma proposta



Autor:

O Pinguim é o mascote da Sigu Marketing Digital. Especialista em internet, sempre ligado nas tendências das mídias sociais e nas novidades do mundo do marketing digital.

Comentários: